Morro de medo de altura, de voar e de ir em qualquer brinquedo que eu tenha que sair do chão, mas já andei de avião uma ou duas vezes, e confesso, não foi muito difícil me convencer a ir, eu até gostei da ideia. E aquele friozinho na barriga que eu senti desde quando pisei o pé naquele avião até quando me sentei na poltrona e senti ele decolar com destino ao Rio de Janeiro, nunca vai se parecer com o gelo que eu senti na alma minutos antes de um homem alto e absurdamente simpático abrir a porta para eu entrar e te ver pela primeira vez. Foi… me falta até palavras, e nem mesmo se eu ficasse aqui, escrevendo até o ano que vem o que eu senti, não seria suficiente. Você é uma pessoa incrível, e cada dia que passa me preenche de sensações que eu mesma desconheço. Algumas tão boas que eu pareço estar conhecendo o céu, voando como anos atrás, vendo o mundo pela janela, as pessoas pequenininhas como formigas, sentindo o coração pulsar mil vezes mais rápido. E outras tão ruins, que o fundo do poço parece ser mais confortável de se estar. Mas o amor tem dessas coisas, né? A gente tá feliz hoje e amanhã já tá triste, sem nem se quiser saber por quê. Mas é assim mesmo, nem todo dia é dia de voar, meu camarada. (cartaspromateus)

  1. doentedeamorporjem reblogged this from cartaspromateus
  2. nossoreino reblogged this from cartaspromateus
  3. alambique-sertanejo reblogged this from simbora-assim-jem
  4. simbora-assim-jem reblogged this from vivo-sertanejo
  5. reaprovei reblogged this from vivo-sertanejo
  6. detachment-free reblogged this from cartaspromateus
  7. vivo-sertanejo reblogged this from uma-moda-de-viola
  8. uma-moda-de-viola reblogged this from cartaspromateus
  9. cartaspromateus posted this
Escrever pra deixar a dor bonita, pra aliviar as dores, esquecer as ilusões e o mais importante, sonhar mais alto.
wondervibe ©